Amar o perdido...


"Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão."
Por Ser Intangível... Morrerei de Amor Porque Te Quero...

                                                              Carlos Drummond de Andrade

ARROJADO... GRANDES PAIXÕES!


Quero...





"Quero 
Quero que todos os dias do ano
todos os dias da vida
de meia em meia hora
de 5 em 5 minutos
me digas: Eu te amo"

 Carlos Drummond de Andrade

Amo-te tanto, meu amor ...


Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinicius de Moraes

COMPRAR


Se você sabe explicar...


"Se você sabe explicar o que sente,
não ama, pois o amor foge de todas
as explicações possíveis"
                   Carlos Drummond de Andrade

COMPRAR

Gosto e preciso de ti,



"Gosto e preciso de ti,
Mas quero logo explicar, 
Não gosto porque preciso.
Preciso sim, por gostar"
Mario Lago


CADA QUAL SABE AMAR A SEU MODO...


"Cada qual sabe amar a seu modo;
o modo pouco importa; o essencial
é que saiba amar"
Machado de Assis

COMPRAR

DIFERENTE....



"Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza"
                      Pablo Neruda


Como nos enganamos fugindo ao amor!...


Como nos enganamos fugindo ao amor!
Como o desconhecemos, talvez com receio de enfrentar
Sua espada coruscante, seu formidável
Poder de penetrar o sangue e nele imprimir
Uma orquídea de fogo e lágrimas.

Entretanto, ele chegou de manso e me envolveu
Em doçura e celestes amavios.
Não queimava, não siderava; sorria.
Mal entendi, tonto que fui, esse sorriso.

Feri-me pelas próprias mãos, não pelo amor
Que trazias para mim e que teus dedos confirmavam
Ao se juntarem aos meus, na infantil procura do outro,
O outro que eu me supunha, o outro que te imaginava,
Quando - por esperteza do amor - senti que éramos um só.

Carlos Drummond de Andrade

Vamos brincar, amor?


Vamos brincar, amor?

Vamos brincar, amor? vamos jogar peteca
Vamos atrapalhar os outros, amor, vamos sair
correndo
Vamos subir no elevador, vamos sofrer
calmamente e sem precipitação?
Vamos sofrer, amor? males da alma, perigos
Dores de má fama í­ntimas como as chagas de
Cristo
Vamos, amor? vamos tomar porre de absinto
Vamos tomar porre de coisa bem esquisita,
vamos
Fingir que hoje é domingo, vamos ver
O afogado na praia, vamos correr atrás do
batalhão?
Vamos, amor, tomar thé na Cavé com madame
Sevignée
Vamos roubar laranja, falar nome, vamos
inventar
Vamos criar beijo novo, carinho novo, vamos
visitar N. S. do Parto?
Vamos, amor? vamos nos persuadir imensamente
dos acontecimentos
Vamos fazer neném dormir, botar ele no urinol
Vamos, amor?
Porque excessivamente grave é a Vida."

Vinicius de Moraes


"Eu não sei senão amar-te,


"Eu não sei senão amar-te,
Nasci para te querer.
Ó quem me dera beijar-te,
E beijar-te até morrer."
Fernando Pessoa



Este o nosso destino


Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.
Carlos Drummond de Andrade



Os botões fragrante


Os botões fragrantes ás vezes dão abrigo a lagartas; 
o amor devorador, de igual maneira, demora nos espíritos sublimes.
William Shakespeare